RSS

Salto ao novo mundo: a explosão musical do Live Stream.

Foi-se o tempo dos LPs, CDs e K7s e, com ele, o domínio das oligarquias fonográficas. A internet invadiu a realidade musical com seu mundo jovem e magnânimo, dando margem a novos conceitos e construindo um outro sentido para a música.

Se as vendas de álbuns não são mais suficientes para manter a lucratividade musical, todos os esforços voltaram-se, então, para a produção de grandes shows. Tão grande é esse investimento que, hoje, os artistas buscaram na internet um apoio crucial e que se faz do futuro: a interatividade online. Canais na internet são alicerces aos já veteranos websites, pois todo e qualquer veículo digital se torna um importante aliado na reconquista por um espaço tomado pela pirataria (ironicamente impulsionada pela própria internet).

O mais recente exemplo é a explosão do Live Stream. Buscando alcance mundial, os artistas estão transmitindo seus shows ao vivo pela internet de modo a atingir qualquer pessoa com acesso à rede. Buscam a notoriedade e, principalmente, as parcerias com empresas e websites que encontram na audiência dos milhões de usuários uma forma coerente de renda.

A banda U2 transmitiu seu show ao vivo pelo YouTube para milhões de fãs, no último dia 25.

Em alguns casos, a venda de ingressos transgrediu as barreiras geográficas. Não é mais necessário ir à mesma cidade onde será realizado o show uma vez que ele pode vir até você. Basta um ticket online para assistir o show pela internet. Dessa forma, as bandas expandem seu público de forma global, interando-se da rede para sobreviver ao mercado.

Sites como o YouTube, por exemplo, fazem, de sua imensa concentração de usuários, parcerias com os artistas para transmitirem seus shows de graça. Esse atrativo natural gera milhões de acessos pelo mundo, supervalorizando o espaço publicitário da página e revertendo todo o investimento para as partes envolvidas.


As bandas Iron Maiden...

e Foo Fighters, ...

bem como as brasileiras Jota Quest...

e Asa de Águia, são outros exemplos de grupos que já transmitiram shows pela internet.

Essa conduta nada mais é do que o início de um futuro óbvio: a mescla progessiva entre internet e sociedade - no nosso caso, a música. Haverá um momento em que ambas as partes se confundirão em um só conceito (semelhante à idéia televisão x celular x internet, que já estamos presenciando). E, nisso, aquele que não mergulhar de vez sua produção musical na rede mundial de computadores, perderá-se à margem imperceptível da antiga realidade musical, visível apenas à história.

Rodrigo Alcure.

3 comentários:

darsh. disse...

aaahh não sabia que iron maiden também já tinha feito :(
assisti aos shows do U2 (mais ou menos) e ao do Foo Fighters (eu chorei nesse hahaha)
:)

vai ficar na fotografia disse...

Não pagaria pra ver um show pela net nunca, mas isso se deve mais pelo fato de eu não possuir nenhum ídolo, não tem nenhuma banda que eu diria "não perderia por nada".

Enfim, pra quem curte, é um deleite!


;* Pri

Fiore disse...

Cara..
eu vi do Foo Figthers e um da Rihanna!

isso eh mto boom!
mas pagar..
acho que nem pago naooo!

;*

Postar um comentário